Notícias

Vereadora é alvo de ataques machistas na Câmara de Itauçu: “Preferia debater com um homem”

Vereadora é alvo de ataques machistas na Câmara de Itauçu: “Preferia debater com um homem”

access_time 2 semanas ago

A vereadora Kênia Pedroso (DEM) denuncia ter sofrido ataques machistas de dois colegas durante uma sessão da Câmara Municipal de Itauçú, a cerca de 70 quilômetros de Goiânia. Ela foi chamada de “desequilibrada” pelo vereador Betão (PSD) e o vereador Luisinho (Republicanos) disse que “preferiria mil vezes debater com um homem”.

Os ataques aconteceram na última sexta-feira, 08, quando os vereadores debatiam e votavam um projeto da taxa de lixo na cidade. Durante a sessão, os vereadores fizeram os seguintes comentários:

“O que a vereadora está falando aí demonstra que ela está muito desequilibrada”, disse Betão.

“Que seja mulher ou homem, eu preferiria mil vezes que fosse um debate com homem. Seria melhor. Eu fico constrangido quando tem que debater com uma vereadora mulher”, falou Luisinho.

Kênia afirma que os colegas não haviam gostado do fato de ela ter votado contra o projeto da cobrança da taxa de lixo no município. Após os comentários, a vereadora disse que teve de sair da sessão.

“Eu tive que sair da sessão, porque não tinha possibilidade de eu permanecer. Agora, me tratarem desse jeito porque eu sou a única mulher na Câmara? Da maneira como eu respeito a opinião de todos, todos também tem que respeitar a minha opinião”, disse a vereadora.

“Disseram que eu não estou preparada para ser vereadora, que eu sou ‘desequilibrada’ e isso é muito ruim, só pelo fato de eu ter votado. Eu tenho a minha opinião, eu tenho o meu direito. Foi muito ruim tudo que aconteceu”, afirma Kênia.

A reportagem entrou em contato com o presidente da Câmara Municipal de Itauçu e com os vereadores envolvidos por mensagens e aguarda resposta.

Compartilhe essa notícia

Comentários