Notícias

Secretário de Saúde de Nova Veneza fura fila e é vacinado contra a Covid-19

Secretário de Saúde de Nova Veneza fura fila e é vacinado contra a Covid-19

access_time 9 meses ago

Deijar José do Carmo explicou que se vacinou “por causa do irmão” que tem paralisia infantil e mora com ele

O secretário de Saúde de Nova Veneza, Deijar José do Carmo, de 59 anos, furou a fila da vacinação contra a Covid-19 e recebeu na sexta-feira (05) a primeira dose antes dos mil idosos (acima de 60 anos, sendo 264 pessoas com mais de 80 anos) que aguardam pela vacina, e mesmo sem estar no grupo de risco.

Na última sexta (5), o governador Ronaldo Caiado (DEM) determinou foco na vacinação das pessoas acima de 80 anos e que todas as vacinas que chegarem a Goiás seriam destinadas para esse grupo. O Ministério Público do Estado de Goiás (MP-GO) já investiga 15 cidades em que tiveram casos de fura-filas e/ou desrespeito aos planos estadual e nacional de vacinação.

“Eu vacinei por causa do meu irmão, que tem paralisia infantil e mora comigo. Eu cuido dele. Se eu fosse desonesto, vacinava ele também. Interior é diferente de capital”, justificou o secretário.

Deijar ainda disse que só vacinou depois que todos os profissionais de saúde da cidade foram imunizados. “Primeiro foram vacinadas as equipes do hospital e do PSF, por último eu tomei” explicou.

O gestor da saúde de Nova Veneza também falou que, por causa do trabalho, atende muitas pessoas diariamente e que os casos na cidade subiram muito nos últimos dias. “Atendo de 35 a 40 pessoas por dia. Faço um trabalho de conscientização com a população indo ao comércio, tendo contato com as pessoas. Aqui em Nova Veneza, aumentou mais de 100% os casos em 10 dias” informou.

Vacina
Segundo a Coordenação de Vigilância Epidemiológica, 144 das 150 doses recebidas foram aplicadas até sexta-feira (05), incluindo os 106 profissionais de saúde da redes pública e privada do município – sendo que apenas 74 deles atuam na linha de frente no combate ao coronavírus. Também receberam a primeira dose todos os 31 idosos que vivem no único abrigo filantrópico da cidade e oito pessoas acamadas com mais de 80 anos.

Explicações
A promotora de Justiça Elaini Cristina Alves Pires já pediu explicações para o secretário por ele ter furado a fila.

Compartilhe essa notícia

Comentários