Notícias

Marconi disputará qualquer cargo que quiser, dizem tucanos

Marconi disputará qualquer cargo que quiser, dizem tucanos

access_time 2 semanas ago

Ex-governador diz que será oposição, mas que baterá martelo somente no fim de junho | Foto: Reprodução

Por: Francisco Costa

Membros da cúpula tucana de Goiás preferem não arriscar a opção do ex-governador Marconi Perillo (PSDB) para o pleito deste ano. Nomes ouvidos pelo jornal O Hoje dizem que ele poderá optar pelo cargo que quiser, sobretudo os majoritários: Senado ou governo.

“Existe hoje um conforto por parte do partido, no qual todos os indicadores são muito favoráveis a uma disputa a qualquer cargo que ele queira”, destaca a presidente do PSDB metropolitano, vereadora Aava Santiago. Segundo a também pré-candidata à Câmara Federal, Marconi tem musculatura e uma disputa para senador ou deputado federal seria quase certeza de sucesso.

Sobre o governo, ela também avalia de forma positiva, uma vez que ele tem aparecido em pesquisas como segundo ou terceiro colocado. “O governador Ronaldo Caiado (União Brasil) usou a energia retórica, desde o começo do governo, para atacar seu antecessor, o que geralmente acontece só no começo da gestão. Mesmo com tudo isso vemos o ex-governador, que administrou Goiás por quatro mandatos, com a rejeição parecida com a de Caiado.”

Para ela, a leitura é muito boa. “Então, apesar de não estar definido qual cargo ele disputará, é o nome mais proeminente para tentar o governo”, avalia.

Ainda segundo Aava, hoje a tendência do PSDB é ter candidato próprio ao governo, não necessariamente Marconi. Questionada qual outro nome seria, ela se esquiva e brinca. “Poderia ser eu”, diz aos risos. “Mas o partido está em posição de lançar Marconi a qualquer coisa”, reforça.

No aguardo

A deputada estadual Lêda Borges (PSDB) é mais contida. Também pré-candidata à deputada federal, a ex-secretária de Desenvolvimento Social de Marconi só afirma que o partido terá um nome para majoritária, seja Senado ou governo.

“Temos nome, partido e não temos pressa”, enfatiza. Segundo ela, a cúpula está a espera da definição de Marconi, que deverá ocorrer antes das convenções, que ocorrem de 20 de julho a 5 de agosto. Lêda acredita que até o fim deste mês de maio ou junho o ex-governador bata o martelo.

Especulação

Como mencionado, oficialmente o ex-governador ainda não declarou pré-candidatura a nenhum cargo. Nos bastidores, contudo, ele é ventilado como possível nome ao Senado ou mesmo ao governo do Estado.

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, arquivou, na última semana, a denúncia contra Jayme Rincón e Marconi Perillo, investigados na Operação Cash Delivery. A decisão, destaca-se, foi vista por lideranças do PSDB como motivador para qualquer candidatura que o ex-governador almeje.

Ao O Hoje, a assessoria do ex-governador informou que ele está retomando os contatos e alianças políticas e, conforme já informou, estará em um projeto de oposição ao atual governo. Ainda segundo a comunicação, a decisão sobre as Eleições 2022 será tomada até o final do mês de junho.

Pesquisa eleitoral 

Pesquisa eleitoral sobre as intenções de voto do Instituto Voga, divulgada no último dia 3 de maio, mostrou o ex-governador Marconi Perillo em terceiro lugar. De acordo com o levantamento, ele aparece como opção de 12,5% do eleitorado goiano.

Em primeiro lugar, está o atual governador do Estado, Ronaldo Caiado, com 24,7%. Na segunda colocação, o ex-prefeito de Aparecida de Goiânia, Gustavo Mendanha (Patriota), com 17,1%.

Além destes nomes, também aparecem: major Vitor Hugo (PL), 3,3%; Wolmir Amado (PT), 1,2%; e José Eliton (PSB), 0,8%. Não responderam, 12,7%; votariam nulo, 11,6%; em branco, 1,8%; e 13,8% disseram que não votariam em nenhum dos nomes colocados.

Rejeição

O Instituto Voga também apurou a rejeição dos pré-candidatos ao governo de Goiás. Marconi apresentou o maior índice: 22,5%. Ele é seguido pelo atual gestor, Ronaldo Caiado, 14,1%; Vitor Hugo, 4,5%; José Eliton, 3,8%; e Gustavo Mendanha, 2,4%.

Destaca-se, a pesquisa entrevistou 807 pessoas entre os dias 25 e 28 de abril. Ela tem nível de confiança é de 95%, com margem de erro de 3,5 pontos percentuais. O registro no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-GO) é o GO-05473/2022.

Compartilhe essa notícia

Comentários